Compreendendo o Jantar da “Guerra Civil” de Moura Currar, de Wagner

[ad_1]

O texto a seguir contém spoilers de “Guerra Civil”, que chega aos cinemas em 18 de abril.

Wagner Moura Ela revelou na entrevista Repórter de Hollywood Que jantar “Guerra civil” Acordei com uma “tristeza latente” índigo.

O ator brasileiro e jornalista da Reuters vive na conspiração que leva à guerra civil nos Estados Unidos. Ele está a caminho com três de seus colegas para Washington, D.C., para tentar entrevistar o presidente antes que a oposição seja derrotada e o poder seja derrubado.

No caminho, encontramos dois soldados enterrando corpos em uma área de desastre enquanto matavam dois de seus colegas. Na tentativa de salvar a dupla, o personagem de Mora afirma que eles são apenas diaristas americanos e que ele é um encobrimento.

Um militar, interpretado por Jesse Plemons, pergunta: “Que tipo de americano é você?” É norte, centro ou sul? Onde você está?” Ele respondeu que era na Flórida, onde a maioria da população era latina.

Em seguida, o soldado pergunta aos outros diaristas onde trabalham. “É como ser um verdadeiro americano”, dizem um do Missouri e outro do Colorado.

Mora afirmou que após a cobrança de impostos sobre aquele jantar, o fico e o “deitou grama e chorou” foram destruídos.

“É uma cidade americana, mas não é como aqui. Então comecei a pensar: ‘Talvez eu esteja dirigindo para algum lugar fora dos Estados Unidos e pare em um posto de gasolina e alguém pergunte onde estou ou o que estou fazendo?’ ‘Como você reagiria?’”

Assistência de reboque

[ad_2]

..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *